Queda de cabelo: o que é bom, como cuidar e dicas

Queda de cabelo: o que é bom, como cuidar e dicas

Queda de cabelo: essa é uma preocupação de grande parte das mulheres. Especialmente nesta época de pandemia quando descobrirmos que, após contrair Covid-19, a queda capilar pode ser um dos sintomas pós doença. Os fios se desprendem em quantidades que acabam nos assustando, mas não se desespere: vamos te ajudar!


Queda de cabelo: o que é?

Quem ama seus cabelos, obviamente, não gosta de vê-los caindo à toa. Porém, embora muitas pessoas não saibam, nós perdemos (em média) de 100 a 150 fios de cabelos por dia de maneira natural e sem que isso signifique um problema. Ok, sabemos: 100 a 150 fios parece muita coisa, né? E é claro que ninguém fica contando quantos fios de cabelo perdeu em uma lavagem ou em uma escovação. Seria impossível!

A dica nesse caso é: siga seu sexto sentido! Quando conhecemos nossos cabelos, costumamos perceber quando uma queda é maior do que o normal. Sempre observe os fios caídos durante o banho e após a escovação, mas lembre-se: há fases ou procedimentos que podem causar maior queda dos fios sem necessariamente significar um problema.


Quais as causas da queda de cabelo

Quando seus fios estão caindo de maneira fora do comum, algumas causas podem ser consideradas. Inclusive, não é só problema de saúde que pode causar queda de cabelo, apesar de ser o quadro mais comum. Veja quais são as possibilidades:

  • Má alimentação ou cardápios pobres em vitaminas e minerais;
  • Estresse excessivo ou períodos sob forte ansiedade;
  • Quadro de recuperação pós Covid19;
  • Utilização de químicas severas em demasia;
  • Utilização de químicas em cabelos já fragilizados;
  • Carência de vitaminas específicas durante ou após algum tratamento de saúde;
  • Maus hábitos como: não ingerir água o suficiente durante o dia, fumar, exagerar nas frituras, no sal e nos doces;
  • Desequilíbrio hormonal;
  • Durante a fase de lactação (aliás, aqui tem um conteúdo muito legal sobre cuidados de beleza na gestação);
  • Condição genética.

 Causas da queda de cabelo - left cosméticos


Dicas para reconhecer uma queda capilar genuína

Como pudemos observar acima, são várias as causas que levam à queda de cabelo. O ideal, quando percebemos o problema, é procurar ajuda de um profissional qualificado para investigar e tratar. Portanto, se percebeu uma queda de cabelo intensa, procure um dermatologista ou um tricologista de confiança e comece o tratamento sugerido o quanto antes!

Para reconhecer a queda de cabelo que demande esse tipo de ajuda, fique atenta se:

  • Os fios se partem de diversas maneiras (não apenas se soltam da raiz);
  • A queda é constante e os fios ficam em grande quantidade tanto no banho, quanto no pentear;
  • Quando você passa as mãos pelos cabelos, os fios caem em mechas densas (e não apenas em fios avulsos);
  • Após a lavagem ele continua caindo excessivamente;
  • Você nota que os fios ficam em todas as superfícies: escovas, pentes, tiaras, travesseiros, etc.;
  • Caem em grandes quantidades, o tempo todo.

Como identificar a queda de cabelo - left cosméticos


Queda de Cabelo Pós Covid

Assim como acontece com tantas doenças agudas que possam nos acometer, o coronavírus exige que o organismo acelere o metabolismo para poder se recuperar o quanto antes, usando nutrientes para combater o problema e deixando várias partes do organismo carentes (temporariamente) desses nutrientes. Por isso, cabelos, unhas e até mesmo a pele podem sofrer em períodos de recuperação.

Infelizmente, não é possível evitar esse tipo de queda de cabelo proveniente de processos de recuperação, mas a boa notícia é que ele vai ocorrer por um período e, depois, esse problema tende a diminuir e desaparecer.

Especialistas de várias áreas de estudo sobre o coronavírus afirmam que o tempo que a queda de cabelo pode durar após a doença é de até seis meses. Mas você não precisa esperar esse tempo todo: procure assim que possível um dermatologista para que ele realize os exames necessários para ajustar, aos poucos, as taxas de vitaminas, nutrientes e ferro no organismo e, também, indicar os melhores produtos de uso tópico para controlar o problema. A busca por esse profissional pode evitar que a queda de cabelo evolua até mesmo para um quadro de alopecia ou calvície.

Alguns cuidados também podem ser tomados, a fim de minimizar os danos causados pela queda:

  • evite lavar os cabelos diariamente;
  • evite fazer uso de químicas de transformação (coloração ou alisamentos);
  • use produtos específicos para fortalecimento dos fios;
  • evite consumo exagerado de massas, frituras ou gorduras saturadas;
  • evite o consumo de produtos ultraprocessados;
  • evite o consumo de bebidas alcoólicas;
  • tome muita (mas MUITA) água.

Com a ajuda do profissional certo e de bons hábitos, a queda de cabelo pós covid pode ser minimizada e resolvida em menor tempo (para alívio e alegria de todas nós, convenhamos).


Diferenças da Queda de Cabelo feminino e masculino

As diferenças entre os cabelos masculinos e femininos, basicamente, estão nos hormônios diferentes que cada organismo possui. Essa diferença hormonal pode indicar uma maior propensão às mudanças na estrutura dos fios, mas também em uma tendência maior à queda e calvície. 

A testosterona é responsável isso, quando convertida de maneira natural em um derivado de nome DHT (dihidrotestosterona), que age diretamente no bulbo capilar, primeiro afinando a fibra capilar, enfraquecendo-a e, posteriormente, levando à queda e ao fechamento do folículo.

Em geral, a alopecia acomete mais homens do que mulheres. Enquanto elas podem apresentar tal quadro após os 50 anos, eles podem começar a sofrer os efeitos logo na adolescência. A predisposição genética é um dos maiores fatores que podem indicar essa queda de cabelo que provém de um quadro evolutivo da alopecia capilar. Se você tem um tio de 1º grau, pai ou irmão com tendência à calvície, muito provavelmente, as chances de você ter também são altas (e infelizmente não tem cura). 

O que pode ser feito é buscar um dermatologista para que ele possa fazer exames e indicações medicamentosas para prorrogar ou amenizar o quadro, visando o fortalecimento capilar.

 Queda de cabelo masculina - Left Cosméticos


Tratamento para queda capilar

Vamos repetir, mas é porque é importante: consulte um especialista para fazer exames e averiguar qual é a especificidade do seu quadro de queda capilar. Apenas um bom profissional pode indicar medicamentos ou produtos controlados para reverter a sua queda de cabelo.

Se você observou, porém, uma queda que não é tão extrema, mas está incomodando e quer mudar esse jogo, algumas dicas devem ser seguidas:

  • maior ingestão de água;
  • melhoria na alimentação;
  • prática de exercícios físicos para condicionamento e regulagem do metabolismo;
  • produtos de fortalecimento capilar na rotina de cuidados;
  • higienização de escovas e pentes utilizados no dia a dia;
  • saúde do couro cabeludo (esfoliação, umectação e limpeza da região);
  • evitar aplicar cremes na raiz dos fios.

Além das dicas acima, você também pode ter alguns cuidados no dia a dia para manter os fios mais fortes e longe da queda excessiva:

  • Seque direitinho: nunca esfregue os fios com a toalha na hora de secá-los! Deve-se evitar a fricção, que pode levar à quebra e/ou aos danos das cutículas capilares;
  • Use sempre bons protetores térmicos antes de submeter os fios ao calor do secador e/ou da chapinha. E, claro, sempre que for se expor por um longo período ao sol;
  • Utilize tônicos e tratamentos específicos para a purificação e limpeza do couro cabeludo, sempre que possível. Kits que realizam Detox Capilar também podem ser muito bons. Isso fortalecerá e estimulará a microcirculação sanguínea da região e, além de garantir uma raiz mais forte, também garante o crescimento saudável das madeixas (veja nosso texto sobre crescimento capilar aqui);
  • Ao lavar os fios, tente utilizar sempre água morna. Nunca quente demais, nem fria demais. A água quente em excesso estimula a produção acelerada da oleosidade no couro cabeludo e pode causar um desequilíbrio severo, levando à caspa (saiba mais sobre caspa aqui), seborreia e, consequentemente, a queda;
  • Siga sempre um bom cronograma capilar para doar aos seus fios tudo o que ele precisa, com a constância exata para a saúde do seu tipo de cabelo. Preze por produtos ricos em ativos de fortalecimento, como óleos vegetais de coco, rícino, argan, extratos de juá, etc.;
  • Mantenha a higiene dos cabelos sempre em dia! Lavar os fios na frequência correta é importante para manter a região do couro cabeludo sempre desobstruída e sem impurezas;
  • Utilize sempre pentes e escovas adequados para seu tipo de cabelo! Ah, e penteie o cabelo de baixo para cima, começando pelas pontas. Se estiver muito embaraçado, opte por um leave-in cremoso que possa ajudar a desfazer os nós.

Produtos para ajudar na prevenção da queda de cabelo

Você acha que passaríamos por esse tema sem indicar alguns produtos que confiamos? Jamais! Por isso, olha só as opções que a Left Cosméticos oferece para deixar a sua rotina contra a queda mais segura:


Babosa ajuda na queda de cabelo? Left Cosméticos 


Babosa ajuda na queda de cabelo?

Ah, a babosa! Ela é tão amiga da nossa rotina capilar que não cansamos de indicá-la para muitas finalidades. A queda de cabelo é uma delas, já que ela tem ação anti-inflamatória e cicatrizante, perfeita para ser usada diretamente no couro cabeludo para purificar, hidratar e manter os fios saudáveis da raiz às pontas.

Quer saber mais sobre os diversos usos da babosa e ter receitinhas especiais para aplicação? Confira um artigo especial e completinho que fizemos só para essa plantinha tão amada (e útil)! Clique aqui e tome nota.


Qual a diferença entre queda e quebra de cabelo?

Muitas pessoas podem confundir quebra dos fios com queda de cabelo. Mas é simples de observar como cada quadro se apresenta:

  • Na queda os cabelos se soltam desde a raiz, inteiros. Você pode observar uma pequena parte branca na extremidade do fio e, então, sabe que ele caiu por inteiro. Para cuidar, prevenir ou combater esse problema, a região de atenção deve ser principalmente o couro cabeludo, usando produtos para desintoxicar e controlar a oleosidade nessa região;
  • Na quebra, os fios se partem no comprimento e/ou pontas. Isso pode acontecer por ação errada de químicas, enfraquecimento dos fios, aumento de pontas duplas, etc. Para cuidar, prevenir ou combater, deve-se usar produtos de fortalecimento da fibra, umectações, pentes e escovas corretas para o seu tipo de cabelo, reparadores de pontas e bons protetores térmicos.

Acalme-se!

Sempre que você identificar qualquer mudança no seu corpo, procure um profissional de saúde para realizar um check-up. Às vezes será necessário realizar exames muito específicos!

Os profissionais que costumam identificar problemas relacionados à saúde capilar são o dermatologista e o tricologista. Em alguns outros casos, a queda pode estar relacionada a problemas hormonais/vitamínicos e poderá ser necessário uma avaliação conjunta com ginecologista, nutricionista e/ou endócrino. Nada de sair usando receitas mirabolantes ou produtos cujos ativos você não tenha plena certeza da segurança e procedência, ok?


Cuidando da fortificação dos seus fios você não apenas cuida e minimiza a queda e a quebra capilar, mas também garante o crescimento ideal, na velocidade “normal” e de maneira saudável.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios*

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados