Óleo de Argan no Cabelo, Benefícios, Como Usar e Mais

0 Comentários

Fernando Mariano

Óleo de Argan no Cabelo, Benefícios, Como Usar e Mais

Quem pensa que o Óleo de Argan foi uma “moda” que passou há anos, se engana. Depois que saiu do Marrocos e foi popularizado em todo o mundo, ninguém nunca mais quis ficar sem por causa de seus inúmeros benefícios! Não é para menos: ele é leve, extremamente nutritivo, cuida das pontas, doa brilho intenso e reduz o frizz de maneira ímpar! Mas não para por aí: ele tem antioxidantes e vitaminas que fazem dele um grande amigo de todas as etapas de um cronograma capilar.


Utilizado há milênios, o Óleo de Argan já foi muito utilizado na culinária típica de culturas nativas africanas e era considerado até mesmo medicinal. Alguns povos, inclusive, chamavam a Argania Spinosa de “árvore da vida”.


O Óleo de Argan é extraído das nozes dessa árvore e é obtido de maneira natural e manual: a polpa das nozes é retirada e elas são colocadas ao sol para secar. Depois, com uma pedra, as nozes secas são abertas para a retirada das sementes e, então, são levemente tostadas para que o óleo se solte e possa ser retirado.


Ilustração Nozes Argania Spinosa, de onde extrai o Óleo de Argan

Ilustração: Nozes da árvore Argania Spinosa, de onde são extraída o Óleo de Argan


Quase um ritual, não é mesmo? Tanta dedicação e delicadeza acarretam em um produto raro, rico e potente para a saúde dos cabelos. Vamos conhecer mais sobre o Óleo de Argan?


Óleo de Argan: para que serve?


O Óleo de Argan é rico em vitaminas A, D e E. Ele também é fonte de ácidos graxos essenciais, ômega 6 e fitoesteróis. Com tudo isso, podemos perceber que ele tem um desempenho especial para os cuidados com os cabelos. Porém, não é apenas para o tratamento capilar que ele é indicado. Ele também pode ser usado:

  • Para hidratar a pele;
  • Como antienvelhecimento;
  • Para purificar e equilibrar peles oleosas;
  • Para tratar acnes inflamadas;
  • Como cicatrizante natural;
  • No tratamento de feridas mamárias (durante o período de amamentação);
  • Para proteger a pele diariamente;
  • Para equilibrar a flora intestinal (quando ingerido em preparos culinários).

São muitos os benefícios que o Óleo de Argan pode trazer para a nossa beleza, porém, a certeza é apenas uma: é bom ter sempre um à mão!


Left Cosméticos: Óleo de Argan Como usar



Como usar o Óleo de Argan


Já demos um spoiler, mas como sabemos que você está super curiosa para pegar mais dicas de como usar o Óleo de Argan e de como ele pode ser inserido na rotina de cuidados, explicaremos as principais formas de utilizar este queridinho.


Óleo de Argan no Cabelo


Os povos antigos do Marrocos (e de regiões africanas cuja geografia propiciava o cultivo do argan) utilizavam as sementes e o óleo de maneira variada. Mas, com o tempo, as mulheres que trabalhavam no cultivo, colheita e produção, começaram a notar que, ao aplicá-lo nos cabelos, o efeito era de maciez, brilho e sedosidade. Assim, ele passou a ser praticamente um “elixir” para os cuidados com as madeixas. Diferente do Óleo de Rícino, por exemplo, o óleo de Argan é bem fluido e possui uma absorção fácil e rápida. Por isso, ele pode ser utilizado puro nos fios para fazer umectações, como potencializador em shampoos e cremes, como reparador de pontas sem enxágue e como protetor para pré e pós químicas.


Argan Puro nos Cabelos


A aplicação do Argan na forma natural não é difícil, a umectação dos fios pode ser feita de maneira tradicional:

  • óleo aplicado mecha a mecha nos cabelos secos;
  • pausa para ação por longos períodos. Recomendamos deixar o óleo agir por pelo menos 2 horas, mas você pode se beneficiar ainda mais se pausar a noite inteira (aplicar, proteger os fios e dormir);
  • remoção com shampoo/ lavagem tradicional ou realizando o co-wash.

E, sim, o Óleo de Argan pode ser misturado a outros óleos para “unir forças” e proporcionar um tratamento mais completo. Por não ter cheiro e ser levinho, ele também pode ser usado como reparador de pontas, aplicando algumas gotas e deixando agir naturalmente.


Left Cosméticos - Óleo de Argan no Shampoo

Óleo de Argan no Shampoo


Quer aproveitar mais os benefícios do Óleo de Argan no dia a dia? Então, experimente misturar um pouco dele ao seu shampoo na hora de lavar os fios. Anteriormente falamos sobre o benefício de proteção que ele tem no pré e pós químicas, porém, a proteção contra a ação dos sulfatos também faz parte dos benefícios do óleo. Lembre sempre que esse tipo de mistura do óleo com shampoo ou creme deve ser feita somente no momento da aplicação e apenas na porção que será utilizada na hora. Misturar ingredientes no conteúdo todo de um produto pode alterar sua fórmula, diminuir sua eficácia e até mesmo “estragar” seu produto querido. Então, todo cuidado é pouco, ok?!


Hidratação Caseira com Óleo de Argan


E vamos à forma mais popular e querida da utilização do Óleo de Argan: na hidratação dos cabelos! O Óleo de Argan misturado ao creme de sua preferência é altamente indicado, sempre na proporção de 1 colher do óleo para 3 colheres de creme (aumente a quantidade de acordo com o tamanho dos seus cabelos).


Produtos com Óleo de Argan


Já os produtos prontos e que contenham Óleo de Argan como estrela principal da fórmula, ou seja, com maior concentração, podem ser usados no dia a dia. Um bom exemplo disso é a linha Essenciale Argan Marroquino da Left Cosméticos, que conta com uma fórmula leve, rica e com a quantidade certa de ativos para cuidar dos cabelos diariamente. Mas como saber ler essa porcentagem sugerida do óleo de argan nos produtos? Observando a fórmula! Veja em que colocação o Óleo de Argan (ou argania spinosa oil) está na lista de ingredientes que consta no verso das embalagens. Essa dica é interessante porque, inúmeras vezes, podemos encontrar esse queridinho como óleo “de apoio” ou secundário em algumas fórmulas. Isso acontece porque ele é um óleo de baixa densidade e excelente condutor de outros componentes, levando-os com maior facilidade para camadas internas dos fios. Isso não significa que o produto que tenha o óleo como ativo secundário seja ruim, apenas poderá não oferecer o mesmo resultado que um produto com o óleo como ativo principal.


Potencializando o Cronograma Capilar


Voltando ao nosso tratamento, se você tiver o Óleo de Argan e quiser utilizá-lo para enriquecer seu creme, opte sempre por misturá-lo às máscaras na hora da aplicação e na proporção correta. Ele pode ser um grande aliado em qualquer etapa do cronograma capilar, veja como usar:

  • Hidratação: atuará como um retentor de água dentro da fibra, mantendo os efeitos hidratantes por mais tempo;
  • Nutrição: vai se unir a outros óleos para recuperar e manter a camada lipídica dos fios e do couro cabeludo sempre em níveis saudáveis;
  • Reconstrução: se une à proteínas e aos aminoácidos para potencializar a reposição da massa capilar e proteger contra os efeitos nocivos das químicas.

Posso usar prancha (chapinha) depois do óleo de Argan?


Muitas pessoas têm essa dúvida e nossa sugestão é sempre a de evitar usar uma fonte direta de calor nos fios após o uso de qualquer óleo. Se for imprescindível, aguarde ao menos 20 minutos entre a aplicação do óleo nas pontas e o uso do secador e da chapinha, sob o risco de “fritar” os fios e queimá-los.


O Óleo de Argan tem uma “fama” ainda maior de deixar os fios mais indefinidos e até mesmo “mais lisos” se combinado com a chapinha. Isso é totalmente um mito, já que nenhum óleo ou componente 100% natural tem o poder de alisar os fios assim, de maneira instantânea. O que pode acontecer é o Óleo de Argan potencializar alguma química que já estivesse em contato com os fios, voltando a ativá-la com o aquecimento residual. Tal procedimento não é nem indicado, nem tampouco saudável. Tenha cuidado!


Posso usar outros óleos no cabelo?


Não é novidade por aqui que os óleos vegetais são incríveis para cuidar de todos os tipos de cabelo, com indicações certeiras para as mais diversas finalidades. Quer seja na sua mistura com cremes e shampoos, ou usados puros em umectações, é fato que esses óleos que são verdadeiros presentes da natureza ajudam muito na estrutura e saúde dos fios. Além do Óleo de Argan, outros óleos que são amplamente utilizados nos fios (em produtos prontos ou receitinhas caseiras) são o óleo de Coco e o óleo de Rícino.


Óleo de Coco

O Óleo de Coco, além de proporcionar diversos benefícios para as madeixas, também é consumido na culinária, utilizado para diversas necessidades da pele, para cicatrizar feridas e até mesmo para escovar os dentes! Tanta versatilidade o entregou o título de “campeão” dos óleos mais utilizados puros ou em receitinhas caseiras para a beleza. Quer conhecer mais dele? Então confira o artigo especial e super completo que fizemos do nosso “Óleo Reizinho”!


Óleo de Rícino

O Óleo de Rícino é denso, com cheiro peculiar e sabor extremamente amargo. É um óleo também muito conhecido por quem ama cuidar da beleza com ingredientes naturais. Isso porque ele proporciona uma nutrição intensa, profunda e tem ação ímpar em diversos tratamentos de cabelo e pele. Porém, esse óleo requer alguns cuidados em seu uso. Se precisa saber mais sobre toda essa atenção e benefícios, confira aqui nosso texto especial sobre o Rícino e inclua-o em sua rotina também, afinal, quem não curte um produtinho que pode ajudar até mesmo no crescimento dos cabelos?


Agora que conhecemos a história e o reinado do Óleo de Argan, conta pra gente: você já conhecia todos esses benefícios e usos?


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados